VIDEO BIOGRAFIA

1989

Nos primeiros 23 anos de sua vida, Lilian Vieira morou no Brasil, em Teresópolis RJ, Onde cresceu em uma família musical  cercada da bela música tradicional brasileira. Ao lado de seu estudo em enfermagem ela realizou com um duo  guitarrista Gilson Fernandes. Onde sua experiencia musical se iniciou baseada no que ha de melhor de nossa musica.

 Em 1989, mudou-se para a Holanda, onde começou a trabalhar como cantora. Isso faz com que ela finalmente decidisse estudar canto no Conservatório de Roterdã. 

Juntamente com Stephan Debeverre e Enrique Firpi ela inicia se a Banda Tocha em 1993 e entre 1994 e 1998 faz parte da Brasil Connection e da Aquarelas do Brasil na condução de Elmar Schmidt em Munique (Alemanha). 

Em 1994, ela é vocalista convidado no LP Abentura pelo grupo Tocha (na Pasadena Productions). Também foram lançados nesse ano os singles Tête A Tête Tropical e Batacuda Tropical (na Tink! Records) com Lilian Vieira. 

Em 1994, ela forma junto com o guitarrista Leonardo Amuedo, o percussionista Luis Luz, o pianista Juan Pablo Dobal, o baixista-pianista José Lopretti, a banda Bacán, um grupo brasileiro de fusão. O seu álbum de estréia sem título é lançado pelo Challenge no mesmo ano, o que gera muitos shows para o grupo. Um segundo álbum, Cara, Bacán com Lilian Vieira, é lançado no Festival North Sea Jazz Festival.

 

 

Em 1995, a Viva Brasil lançou (Pan Records), um CD com o.o. canções de Bacán e Treme Terra, outro grupo em que Vieira canta. 

Em 1995, 1996 e 1997, Vieira grava  vocais para os álbuns da formação de jazz SFeQ (respectivamente Nunks Pays, United Volume One e United Volume Two, todos lançados por Dox). 

Em 1996, ela também é destaque no álbum My Rhythmical Nature (Sony), do guitarrista antilhano Cedric Dandaré.

 

1997 – 1999

Em 1997, Lilian Vieira se forma no Conservatório de Roterdã .

Faz uma participação no Projeto   Female Factory,  representando o Brasil com cantoras como Buzy Mlongo (Afrika do Su), Janka Rupkina( Bulgaria), Rosie Flores (EUA), Carmem Linares (Espanha) uma noite de show musical no Royal Theatre Carré Amsterdam; um evento especial para o quinquagésimo aniversário da Declaração dos Direitos Humanos, com treze cantores originários de diferentes partes do mundo. Vários anos depois, um registro ao vivo é lançado deste projeto em CD Female Factory: Live no Royal Theatre Carré Amsterdam (Times Square Records). Este projeto foi apresentado  também em teatros da Russia, e Espanha.

 

Female factory : 1alive at the royal theatre Carré – MuziekwebFemale factory : live at the royal theatre Carré – Muziekweb

 

Vieira também participa também como vocalista convidada no álbum More! (Challenge Records, 1998) por New Cool Collective. No mesmo ano, o baterista Stefan Kruger (também membro da banda SfeQ) a convence a trabalhar na música para um novo álbum, junto com o tecladista Stefan Schmid. Essa colaboração acabou em Rec.a, uma banda que eventualmente será chamada de Zuco 103 e se concentra em tocar um novo gênero: Brazilelectro, uma combinação de Jazz, Funk, música brasileira e eletrônica.

 

 

2000 – 2003

Enquanto isso, o Zuco 103 cresce em uma banda internacional  Tocando em festivais como Montreaux, North Se Jazz Festival, Fuji Rock, Lowlands, entre outros com uma agenda de turnês movimentada e com Vieira sendo a  compositora  e a vocalista. “Em festivais internacionais e popstages, o Zuco 103 ganha os corações com pistas de dança inteligentes e a presença contagiante com a  cantora Lilian Vieira”, disse Koen Schouten (www.volkskrant.nl, 11 januari 2006). 

Em 2000 lança-se Outro Lado, o álbum de estréia do Zuco 103.

Em 2003 O tema “outro lado”  de Zuco 103 fez parte da trilha sonora da serie Americana  a 7 palmos

https://www.imdb.com/title/tt0702034/soundtrack – six feet under.

 

 

 

Nesse período Vieira também é cantora convidado em vários álbuns, incluindo One Day Deep por Praful (Therapy Records, 2001), Curare (Kinisis, 2001) , Choro Combinado, o quarteto do guitarrista brasileiro que vive na Holanda também, Rogério Bicudo, Sambastic por Hans en Candy Dulfer (Águia,

2002) e Joyas 3 Jewels por Jacqueline Castro Ravelo (Mihrab Records, 2002). Ao lado de sua carreira como cantora, ela também é atriz em vários comerciais e na série de televisão “De Negen Dagen Van De Gier”, que ganhou o prêmio “Gouden Kalf”, pela melhor série dramática em 2002. Nesse mesmo ano, Lilian Vieira é nomeado embaixador do IBISS, instituto brasileiro de inovação em saúde social.

capitulo 9 dagen van de Gier

 

2004 – 2006

Em 2005 Vieira funda o grupo Samba Soul de Lilian Vieira. Em sua primeira turnê pelos teatros da Hplanda  seguinte, Vieira expressa seu amor pelo soulful samba brasileiro dos anos setenta. Ela excursiona com o pianista José Lopretti, o baixista Jura Gomes, o guitarrista Ed Verhoeff, o baterista Enrique Firpi, o percussionista Alaor Soares e Marijn van der Linden no cavaquinho. 

 

 

 

 

Vieira canta nos vocais convidados nos álbuns Cereal de C-Mon (de C-Mon e Kypski, Supertracks, 2004), Entre Raices e Antenas de Macaco (Capitol, 2005), Samba Da Minha Terra de Bossacucanova (Crammed Discs, 2005) , 5 pelo Mendoza Dance Parti (Jazz’n’Soul Music, 2005), Sambarama por Riovolt (Irma Records, 2005), Live In Carré de Fernando Lameirinhas (EMI, 2005) e o single “Lied voor”

Beslan ”(para as vítimas do drama dos reféns em Beslan, V2 Records, 2004).

Em 2006, Vieira é um dos vocalistas convidados da Big Band Cubop City de Lucas van Merwijk, e o CD com Latin Vocal Explosion LIVE é lançado. Durante este ano, Vieira também canta na faixa-título do álbum solo do DJ Maestro, Mesmerize. Além disso, ela colabora com Rogério Bicudo no Solucão, o álbum solo de Bicudo e ela toca no Grupo M.B.P. no Pure Jazz Festival, em Haia. Em dezembro de 2006 ela dá à luz seu filho Sol em sua terra natal  Teresópolis no Brasil.

 

2007 – 2009

Em 2008 a Lilian colabora com o famoso grupo brasileiro Bossa cuca nova com Roberto Menescal, durante um concerto em Paris.  E é, também convidada no álbum Best Of de Arling & Cameron (Challenge, 2007). Com o Grupo Cariopa se apresenta como vocalista convidada e em 2008 também canta em três álbuns: Dire Dawe de Minyeshu (Munique), Ku Khata / New Dawn de Neco Novellas (World Connection) e Bem Brasileiro de Josée Koning (Coast To Coast) .

A partir de 2009, Vieira toca junto com o guitarrista Rogério Bicudo em um Bimhuis esgotado, com um repertório de clássicos de Choro e Samba. Este é o começo de uma colaboração mais intensa entre esses dois nativos brasileiros que vivem na Holanda. Eles tocam, entre outros, no “Concertgebouw” com Michael Moore e Eric Calmes durante um duplo show com a cantora Giovanca como parte de “Robeco Zomerconcerten”.

 

2010 – 2011

Enquanto isso, Vieira segue  tocando com o Zuco 103 em todo o mundo há mais de 10 anos, apesar de seu medo de voar. Ela se sente muito confortável no palco: “Ao vivo, o público decide por uma grande parte do show. Essa intensidade é muito especial para mim, é o contato final com o seu público ”, diz Vieira em uma entrevista em (23 de abril de 2007, http://www.3voor12.nl). Desde o seu álbum de estréia, Zuco 103 lançou mais seis álbuns de sucesso: O Outro Lado de Outro Lado (2001), Tales of High Fever (2002), Um abaixo de um (2003), Whaa! (2005), After the Carnaval (2008) – para o qual Vieira escreve grande parte das letras durante uma estadia no Brasil – e Retouched! Depois dos Remixes Carnaval (2010). No segundo semestre de 2010, o Zuco 103 decide fazer uma pausa criativa.

 

 

 

Desde então, Vieira atua como vocalista convidado em diferentes line-ups, como a “Metropole Orchestra” e o compositor / pianista brasileiro Wagner Tiso, com a banda afro-beat Mdungu e outras bandas holandesas. Ela também se apresenta com o Grupo Cariopa. Ao lado, Vieira trabalha em diferentes projetos para crianças no Concertgebouw e escreve para o projeto Jah 6 de Pieter Both. Recentemente Vieira canta em sua versão brasileira do clássico Perdido para o músico pop britânico Joe Jackson.

ao vivo com Mdungo

 

ao vivo com JOE JACKSON  – PERDIDO

 

 

Em 2011, Vieira canta como convidado especial no álbum gravado no Brasil, Sambanovo por Bicudo. Nesse mesmo ano, uma turnê de teatro segue com Bicudo na série de concertos de jazz do “Stichting Jazz Impuls”. Eles tocam uma mistura de samba acústico clássico e música popular brasileira onde os músicos voltam às suas raízes. “A canção clássica Imagina de Tom Jobim é cantada de forma notável por Lilian, que é capaz de passar facilmente pelo glissandi”, disse Mattie Poels. Vieira diz isso sobre a turnê: “Quando eu canto, parece que é uma homenagem à minha mãe. (…) Essa música se sustenta sozinha, não tenho que provar nada (…) só tenho que cantar e sentir ”

2012

No final de 2011 e início de 2012,  faz concertos  pelos teatros da Holanda como parte do trio Nomads ao lado da cantora antipéia Izaline Calister e da cantora molucana Julya L’Oko. Seu repertório é uma jornada especial pela vida dos cantores e se caracteriza por uma mistura de suas raízes e música pop.

 

Além de trabalhar em seu álbum solo, ela ainda é uma solista muito solicitada. Em março de 2012, trabalhou em conjunto com o dj e produtor Marcelinho da Lua em Portugal, o que gerou muitas novas ideias para ambos. A Orquestra Metropole, desta vez liderada por Vince Mendoza, convidou Lilian e o saxofonista de jazz Joshua Redman para fazer um show. a famosa canção brasileira Carinhoso no North Sea Jazz Festival 2012.

 

 

 

Em agosto ela e Gideon van Gelder interpretaram os trabalhos de Toninho Horta no Concertgebouw Amsterdam. Devido ao sucesso, Lilian e Gideon continuam este programa e percorrem os palcos de jazz em 2013.

 

 

 

Convidada ara fazer parte do quadro de professores do conservatório  Codarts em Rotterdam( no departamento de Musica do mundo)

https://www.codarts.nl/docenten-wereldmuziek/

2013

No final de 2013, Lilian tem quase 25 anos na Holanda e lançou seu álbum solo de estréia auto-escrito, baseado no som do Samba Soul do Brasil. Este álbum nos traz de volta aos anos setenta, sua juventude e seu solo nativo, onde seus pais lhe ensinaram o amor pela música. Tem um caráter muito pessoal, pois ela começa com um murmúrio da mãe cantando e termina com o pai dando-lhe suas bênçãos. Junto com Wiboud Burkens, que produz seu álbum, e outros dois músicos, ela faz uma viagem musical ao Brasil, onde eles trabalham juntos com João Parahyba, do Trio Mocoto: um dos expoentes do Samba Soul.

 

 

 

 

 

Juntos, eles criam a base para duas músicas em seu álbum. Em 2014, ela excursiona pela Holanda com o seu Samba Soul.

Devido ao sucesso do show Concertgebouw em 2012, onde Lilian e Gideon van Gelder interpretam os trabalhos de Toninho Horta, eles continuam este programa e percorrem os locais de jazz juntos em 2013. Ela também se apresenta como solista convidada. Ela apresentou Robertinho da Silva para seus shows na Holanda, e ela foi convidada para tocar com Omar Ka em seu projeto em Roterdã e Haia. 

COM OMAR K IMPRO

 

No Concertgebouw todos os anos eles organizam um programa infantil chamado Wereld Aan je Voeten. Assim como nos últimos 2 anos, Lilian se juntou a este projeto com a tripulação do Cariopa.

Nesse meio tempo, ela se apresenta ao vivo com seu novo projeto e um Bimhuis esgotado foi um dos destaques.

Em dezembro, seu álbum homônimo será lançado (Coast to Coast) e em 2014 ela passará por diferentes locais na Holanda.

2015-

Retorna ao estudio para compor com Zuco 103  no projeto chamado Zuco sounds .

Convidada a fazer parte do quadro de professores do conservatório de Amsterdam dando aula de musica pra estudantes do departamento de Jazz. E continua seus show com Lilian Vieira grupo por festivais como o Big Rivers festival

2016

Lança o cd Tanta coisa com o grupo Lilian vieira e viaja pelos teatros com o programa chamado  Brasil Beyond de Bundas( Brasil eh mais que bundas), lançamento do cd Etno Chic com Zuzo 103 Participação com a Brabads Jazz Orquestra

Brasil e mais que bunda

 

 

2017-

Entra no estudio para gravação do cd Canta Samba com quem viaja pelos teatros com o programa Samba Fever, e faz varias concertos com Zuco 103

sambafeverdakota eten2018- 

Tour Samba Fever pelos teatros da Holanda,

Concertos com Zuco 103 in Paris La belle Villoise e Lyon .

Advertisements